1. EDITAL ESQUEMATIZADO DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL (GERAL – TODOS OS ESTADOS)- 2024

R$259,00 ou em até 12x de R$25,24

EDITAL DETALHADO PARA A POLÍCIA CIVIL – CARGO DE DELEGADO DE POLÍCIA

Parcelamento
1x de R$259,00 sem jurosR$259,00
2x de R$151,41 com jurosR$302,82
3x de R$100,94 com jurosR$302,82
4x de R$75,71 com jurosR$302,82
5x de R$60,56 com jurosR$302,82
6x de R$50,47 com jurosR$302,82
7x de R$43,26 com jurosR$302,82
8x de R$37,85 com jurosR$302,82
9x de R$33,65 com jurosR$302,82
10x de R$30,28 com jurosR$302,82
11x de R$27,53 com jurosR$302,82
12x de R$25,24 com jurosR$302,82
SKU: 1731937 Categoria: Tag:

O Meu Esquematizado para o cargo de DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL consiste em um plano de estudo completo onde todo o conteúdo programático previsto para esse cargo é destrinchado, detalhado e sistematizado, indicando ao aluno o que estudar, como estudar e em qual profundidade, traçando uma estratégia completa para a rápida aprovação.

O que o aluno vai encontrar no edital esquematizado e estratégico:

    • Uma estratégia completa para sua aprovação, sem que precise gastar com mentorias ou coaching. O edital traz todas as dicas e estratégias que são fornecidas por um programa de mentoria.
    • Indicação bibliográfica completa pensada cuidadosamente para o concurso desejado.
    • Cronograma diário de estudo com indicação do que estudar dia a dia, sendo um roteiro completo para ser executado.
    • Quadro horário de estudos para que o aluno organize seu dia.
    • Temas de maior incidência para que o aluno estude direcionado ao que mais cai.  
    • Temas de baixa incidência, e que podem ser dispensados para não perdermos tempo no que não cai.  
    • Dicas de temas que podem ser cobrados em segunda fase e que merecem maior aprofundamento.
    • O enfoque a dar em cada tópico do edital, frisando nos principais a fim de que o aluno saiba o que vai cair na prova.
    • Indicação de quais pontos estudar por doutrina e quais por lei seca.
    • O que não esquecer de estudar de forma alguma e onde aprofundar.
    • Leis de leitura obrigatória, e quais podem ser dispensadas.
    • Dicas para acelerar sua aprovação, como uma estratégia de revisão, por onde estudar a jurisprudência e como grifar a lei seca.  
    • Autoria de professores aprovados nos concursos mais difíceis do país em pouco tempo.

 

Nossos Esquematizados orientam cerca de 73 mil alunos, contando com milhares aprovados nos concursos mais difíceis do país. Guiamos milhares de juízes, promotores, delegados de polícia, procuradores, advogados públicos, analistas e técnicos. Vejamos algumas indicações:

  • “Tenho sempre indicado seus materiais sistematizados. São os melhores. Aliás, são incomparáveis com os demais. Parabéns” – Dizer o Direito – recomendou o material.
  • “O material me ajudou muito. Foi realmente um guia na minha preparação”– Bruno Terra, juiz do TJ/SP.
  • “O Edital Esquematizado foi um divisor de águas na minha vida. Foi quando comecei a utilizá-lo que rompi a barreira da primeira fase. Sempre indico para todo mundo”– Andreia Tonin, promotora de Justiça do MPSC.
  • “Passei para promotor do MPPR. Seu edital foi fundamental. Meus cadernos foram com base nele”– Carlos Edoardo Novoa Borges de Barros Reis, promotor do MP/PR.
  • “Segui meus estudos pelo Edital do Meu Esquematizado” – Bruna Daronch, Advogada da União.
  • “Usei como base o Edital Esquematizado e aí começou um salto de qualidade nos meus estudos”– Thiago Lacerda – Advogado da União.
  • “Escolhei minha Bibliografia pelo Edital Esquematizado” – Eric Bortoletto – Promotor do MPPR.
  • “O edital esquematizado foi essencial na minha preparação e aprovação” – Eduardo Fagundes – Promotor do MPSC.
  • “Usei o Meu Esquematizado, o material é excelente para entender o enfoque a ser dado em cada conteúdo de cada disciplina” – Jonathan Pablo Araújo – Aprovado para Juiz do TJAL, Analista do TJBA e Técnico do TRE/MG.
  • “Fiz uma espécie de fichamento com base no Edital do Meu Esquematizado, que foi essencial na minha preparação” – Luiz Flávio Barbieri – Promotor no MP/PR.
  • “Conquistei 3 aprovações com vocês, todas dentro do TOP 10” – Matheus de Palma – Delegado de Polícia da PC/MS aprovado na PC/MS (4 lugar), PC/PA (6 lugar) e PCMG (06 lugar).
  • O Edital Esquematizado me propiciou um estudo estratégico – o material foi um manual de instruções no estudo para concursos – João Paulino de Oliveira Neto, aprovado na PGDF. 
  • Clique aqui para mais depoimentos.

 

No Edital Esquematizado para o cargo de DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL detalhamos de forma minuciosa e cuidadosa as seguintes disciplinas de modo a permitir que o aluno tenha autonomia em seus estudos e a certeza de que está fazendo o certo: 

1- DIREITO PENAL.

2- DIREITO PROCESSUAL PENAL.

3- LEGISLAÇÃO PENAL ESPECIAL.

4- DIREITO CONSTITUCIONAL.

5- DIREITO ADMINISTRATIVO.

6- CRIMINOLOGIA.

7- MEDICINA LEGAL.

8- DIREITOS HUMANOS.

9- CRIMINALÍSTICA.

10- DIREITO CIVIL.

11- DIREITO AMBIENTAL.

12- DIREITO FINANCEIRO.

13- DIREITO TRIBUTÁRIO.

14- DIREITO EMPRESARIAL.

15- DIREITO PROCESSUAL CIVIL.

 

O estudo pode ser executado conforme o seu nível de preparação e para isso desenvolvemos três planos de estudos:

1- Formando a Base (preparação extensiva) – para alunos que buscam uma preparação extensiva começando do zero ou que estão muito no começo de sua trajetória.

2- Estudo de Revisão (preparação intensiva) – para alunos que já estudaram todo o conteúdo, mas agora estão em fase de revisão visando a não estagnação.

3- Reta Final– para alunos que estão estudando com edital aberto e buscam saber quais temas revisar nessa fase final. 

A preparação extensiva pode ser executada em até 364 dias, a preparação intensiva conta com 182 dias e a Reta Final com 97 dias.

O material é dividido em dias para que o aluno saiba exatamente o que estudar no seu dia a dia, facilitando assim sua rotina e dando eficiência nos seus estudos. Fixam-se metas a fim de garantir melhores resultados.

Trata-se, portanto, de um PLANO DE ESTUDO COMPLETO e ESTRATÉGICO, razão pela qual nossos alunos chamam o material de “AUTOCOACHING”, já que passam a ter segurança e a certeza de que estão no caminho certo.

Com nosso material, o aluno saberá exatamente o que priorizar em cada uma das matérias, suprindo, assim, a maior dúvida de todos os concursandos que é a incerteza sobre o que estudar (se precisa ou não estudar a matéria X, por exemplo). Certamente o estudo será potencializado com o uso do e-book.

 

DESTINAÇÃO – para todos os alunos que se dedicam aos concursos de Delegado de Polícia Civils (todos os Estados). O material lhe será muito útil independentemente de seu nível atual de preparação, direcionando-se tanto os iniciantes, como aos que já estão em fase final de preparação.

 

ATUALIZAÇÃO– 10. edição – ano de 2024 .

Conforme Reforma Tributária, Lei “Não é Não” e todas as mudanças legais e jurisprudenciais de 2023. A edição foi revista e atualizada. Conforme também nova lei de licitações, improbidade e nova lei de criptoativos.

 

BÔNUS – 

1- Acesso ao manual do concurseiro com dicas para potencializar seus resultados.

2- Raio-X Gráfico das últimas provas de Delegado.

3- Raio-X Gráfico das provas FGV para Delegado.

4- Aulas  práticas com a seguinte temática te ensinando a potencializar seus resultados: Aula 1 “como estudar a legislação”. Aula 2 “como revisar”. Aula 3 “como fazer um caderno de erros”. Aula 4 “como fazer resumos ou fichas”. Aula 5 “como montar seu cronograma de estudos”

 

MODELO:

DIREITO PROCESSUAL PENAL:

Trata-se da matéria mais importante do seu concurso junto com direito penal. Priorize um material mais substancial para princípios, inquérito (saber todos os detalhes), competência (jurisprudência), provas e prisão. Para os demais temas o aluno pode usar um material mais resumido, como sinopse ou aulas de cursinho. Prepare-se para gabaritar direito processual penal, pois as questões costumam ser mais simples do que as de direito penal. 

Reiteramos:

50% da prova normalmente está nos temas: princípios, inquérito, provas, prisão e competência, logo para esses temas um material muito substancial é recomendado. Para os demais temas, o aluno pode focar mais na lei seca e em um material mais resumido, caso deseje.

 

DIA 01- NOÇÕES INTRODUTÓRIAS E TEORIA GERAL DO PROCESSO

TEORIA DO PROCESSO. PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS DO PROCESSO PENAL. SISTEMAS PROCESSUAIS. PRINCÍPIOS PROCESSUAIS PENAIS NO PACTO DE SÃO JOSÉ DA COSTA RICA. NORMA DE DIREITO PROCESSUAL PENAL NO TEMPO E NO ESPAÇO. INTERPRETAÇÃO E INTEGRAÇÃO DA LEI PROCESSUAL PENAL. JUIZ DAS GARANTIAS.

Detalhadamente:

  • Noções introdutórias – prefira um manual, que pode ser substituído por sinopse nesse tema. Pressupostos processuais e condições da ação – peculiaridades em relação ao processo penal. Princípio inquisitivo X acusatório (reformas processuais que tornaram o processo mais acusatório). Saber distinguir é importante e saber o que isso reflete em nosso Código. Saber sobre o reforço da estrutura acusatória do CPP com a reforma trazida pelo pacote anticrime. Saber quais mudanças reforçam o sistema acusatório. Saber sobre analogia no processo penal. Aplicação da lei processual no tempo (aplicação imediata e lei mista). Extinção do protesto por novo júri. Alteração da natureza da ação penal e lei processual no tempo (caso do delito de estelionato).
  • Princípios processuais penais – aqui o tema é muito importante, e sugerimos um manual. Todos os princípios importam, mas tenha atenção aos seguintes: verdade real, livre convencimento motivado, juiz natural, promotor e defensor natural, ampla defesa, identidade física do juiz, presunção de inocência, direito a não autoincriminação. Ao estudar os princípios, saibam seus conceitos + julgados relativos a esses princípios. Ex. Presunção de inocência e prisão antes do trânsito em julgado, ampla defesa x alegações de nulidades, atenção para a criação de varas especializadas por resoluções dos tribunais X juiz natural. Princípios específicos de interpretação do processo penal (destaque para o in dubio pro reo).
  • Leitura do regramento constitucional do processo penal (garantias penais e processuais penais previstas no art. 5º da Constituição Federal). Vejam como essas garantias refletiram nos princípios
  • Juiz das garantias: tema importantíssimo, especialmente nos primeiros anos de sua vigência. Contexto de sua criação e finalidades. Saber sobre o juízo das garantias, iniciativa probatória do juiz e poderes do juiz na fase da investigação policial e da instrução criminal. Saber quais são as competências do juiz das garantias, com enfoque para a análise de cautelares e produção antecipada de provas. Saber sobre o trancamento da ação penal pelo juízo de garantias.  Saber que quem recebe a denúncia é o juiz das garantias e não o juiz da instrução, bem como é ele quem homologa os acordos processuais de colaboração premiada e não persecução penal. Saber o novo prazo para conclusão do Inquérito quando o investigado estiver preso e a consequência de inobservância desse prazo. Saber quais infrações penais são de atribuição do juiz das garantias e quando cessa sua competência. Saber quais crimes não se submetem ao procedimento do juiz das garantias. Saber a relação entre juiz das garantias e juiz da instrução. Se a decisões de um vinculam o outro ou não. Saber quais provas produzidas no juízo de garantias podem ser juntadas na instrução criminal. Saber o destino dos autos em que atuou o juiz de garantias e se serão ou não remetidos ao juiz da instrução. Saber o conceito de provas irrepetíveis e antecipadas. Saber como viabilizar o juiz das garantias em comarcas de juízes únicos. Saber o que se entende por dissonância cognitiva – como se relaciona com o juiz de garantias (tema forte para segunda fase). Entender muito bem o que ficou decidido nas ADI 6.298/DF, ADI 6.299/DF, ADI 6.300/DF e ADI 6.305/DF (saber a fundamentação).Tema muito forte para uma prova escrita – saber a finalidade do instituto, relacionar com dissonância cognitiva e conhecer o julgado do STF sobre a constitucionalidade do instituto.
  • Leitura dos artigos: 5º da CF e 1º a 3-F do CPP.
  • Dica: os temas mais cobrados em provas são princípios e eficácia da lei processual penal.

 

DIAS 02 e 03- INVESTIGAÇÃO E ATOS PRÉVIOS À QUEIXA/DENÚNCIA

PRINCÍPIOS E QUESTÕES RELATIVAS AOS INQUÉRITOS POLICIAIS E INVESTIGAÇÕES CRIMINAIS.

HIPÓTESES E REQUISITOS PARA ARQUIVAMENTO DE INQUÉRITOS E INVESTIGAÇÕES CRIMINAIS.

CONFLITO DE ATRIBUIÇÕES ENTRE MEMBROS DE MINISTÉRIO PÚBLICO. DECLÍNIO DE ATRIBUIÇÃO.

Detalhadamente:

  • Inquérito Policial – trata-se de outro tema prioritário para sua aprovação, de forma que sugerimos um manual sobre ele. Apostamos em pelo menos duas questões relacionadas a inquérito policial em sua prova, então use esses dois dias para ficar muito bem no tema.
  • NÃO HÁ PROVA DE DELEGADO SEM QUE OS TEMAS INQUÉRITO E TERMO CIRCUNSTANCIADO ESTEJAM PRESENTES. FOCO ABOSLUTO PARA NÃO PERDEREM, DE FORMA ALGUMA, NENHUMA QUESTÃO DE IPL.
  • Tudo de IPL e TC são prioritários, mas especialmente o seguinte:
  • O que é o inquérito, suas características e princípios norteadores. Natureza jurídica do IPL. Poderes investigatórios do Ministério Público e outros órgãos com poderes investigativos. Inquérito Policial e Termo Circunstanciado. Diferenças. Saber se a Polícia Militar e a Polícia Rodoviária podem lavrar termo circunstanciado.
  • Muita atenção para prazos – saber os prazos diversos da regra prevista no CP. Saber o novo prazo para conclusão do Inquérito quando o investigado estiver preso e a consequência de inobservância desse prazo.
  • Valor probatório do IPL e provas que não precisam ser repetidas. Condenação com base em reconhecimento fotográfico e com elementos colhidos só na fase de investigação. Saber a forma correta de se fazer o reconhecimento pessoal. Entender muito bem quando uma prova produzida no inquérito pode nulificar a ação penal, e quando isso não ocorre. Relacione inquérito policial e nulidades probatórias – tema de predileção das bancas.
  • Formas de instauração – sabem quais são. Entenda toda controvérsia sobre a “denúncia anônima” no processo penal. Requisitos para o início da investigação com base nela. Podem ser decretadas medidas cautelares em virtude de denúncias anônimas? Regramento do informante e o direito ao sigilo.
  • Providência do delegado – dar atenção ao procedimento para reconhecimento de pessoas e para as providências do delegado em caso de investigação do crime de tráfico de pessoas, bem como de diligências no sentido de saber se a presa possui filhos que dela dependam (o que poderá repercutir na prisão, por exemplo). Saber muito bem as providências do art. 13-A e 13-B do CPP. Saber sobre a infiltração eletrônica de agente policial prevista na lei de OCRIM. Regramento, cabimento e poderes do agente infiltrado. Necessidade de ordem e controle judicial. Vide o direito de defesa assegurado no IPL no artigo 14-A. Verdadeira mudança de paradigma ao instituir o contraditório obrigatório no IPL. Limites do art. 14-A. Identificação do preso (inclusive genética). Decorar a lei respectiva (lei 12.037) – cobrança reiterada. Saber o que é o indiciamento – características e atribuição para fazer. Indiciamento determinado pelo poder judiciário. Casos que demandam autorização judicial para indiciamento. Habeas corpus para trancar o IPL e mandado de segurança para acessar o IPL. Direito de a defesa acessar os autos de IPL. Condução coercitiva para prestar depoimento no IPL. Capacidade postulatória do delegado de polícia em certos casos. Novo entendimento do STF sobre a possibilidade de o delegado de polícia celebrar colaboração premiada e as críticas.
  • Arquivamento – entender a sistemática prevista para antes e depois do Pacote Anticrime. Arquivamento indireto X implícito. Coisa julgada e inquérito policial (reabertura da investigação arquivada). Arquivamento de ofício pelo STF. Entender muito bem a sistemática do art. 28 – cobrança reiteradíssima. Nova sistemática de arquivamento prevista no art. 28 do Código Penal. Reforço da estrutura acusatória e decisão sobre o arquivamento tomada somente no âmbito do MP. Comunicações obrigatórias em caso de arquivamento. Direito de recurso da vítima em caso de discordar do arquivamento feito pelo MP. Recurso caso a investigação envolva órgão público lesado.
  • Estudo das atribuições da Polícia Federal – saber se a Polícia Federal pode investigar crime estadual (quando e quais crimes). Saber quem investiga os crimes eleitorais. Há relação entre competência da Justiça Federal e atribuições da Polícia Federal?
  • Leitura dos artigos: 4º a 23 do CPP e leitura, ainda, da Lei 12.830/2013, conhecida como lei da investigação criminal.

 

Para aprofundar:

  • Investigação criminal defensiva e a possibilidade e a licitude (ou não) da atividade de detetive. Leitura da lei 13.432/2017 (atos do detetive e possibilidade de colaborar com a investigação).
  • Saber sobre equipe conjunta de investigações.
  • Saber sobre o regramento do informante da administração pública. Sugerimos a leitura do art. 4-A a 4-C da lei 13.608/2018.
  • Resolva 50 questões de inquérito policial de concursos anteriores de delegado.
  • Relacione direito probatório com inquérito policial. Limites probatórios. Nulidades no inquérito. Provas que demandam autorização judicial.
  • Treine ao menos a lavratura de um auto de prisão em flagrante e de um relatório. Temas de segunda fase de delegado.
  • Saiba escrever sobre depoimento especial e escuta especializada aplicados à seara policial. Finalidades dos institutos.

 

ENVIO– tão logo a compra seja aprovada, o aluno receberá um link em seu e-mail com as instruções de acesso ao material.

 

OUTRAS OPINIÕES DE ALUNOS (CLIQUE PARA VER MAIS):

  • “O material de vocês é perfeito. Melhor aquisição que fiz esse ano”.
  • “Não poderia deixar de ressaltar quanto tem sido fundamental o cronograma nessa etapa, pois sem ele certamente estaria bem perdida nos estudos/revisões”.
  • “Estou chocada com o material de vocês. Excelente”.
  • “Também comprei e estou amando o edital esquematizado.”
  • “Comprei sim e estou apaixonada pelo trabalho, muito minucioso e bem feito. Acho que compensa demais. Fiquei apaixonada pelo meu, porque dentro da matéria ele detalha os pontos importantes dando ênfase.”
  • “Comprei, encadernei e amei. Ajuda muito a direcionar e programar os estudos”.
  • “Comprei o material do TJMG, primeiro concurso que fiz e foi aprovado na primeira fase”.
  • “Um material muito bom e que além de ajudar na organização dá uma tranquilidade nos ansiosos, ao saber o que estudar com mais ênfase. Meu único arrependimento é não ter comprado antes”.
  • “O edital foi adquirido e, claro, estou gostando”.
  • “Material muito bom, até aproveitei o cupom de páscoa e adquiri a Legislação Organizada também”.
  • “Eu achei fantásticos. Ajuda a ter atenção no que realmente importa”.

 

Se ainda tiver dúvidas, peça-nos ajuda no Instagram @meuesquematizado. Será um prazer dar todo o suporte que precisar.

Seja bem-vindo(a) ao Meu Esquematizado.

Dimensões64 × 1 cm
Popularidade

Mais Vendidos